Puros & Vinhos

segunda-feira, abril 28, 2008

Quinta Prova á Quinta de 2008

Aqui fica mais um relatório de uma prova á quinta feita pelos Puros & Vinhos.

Todos o vinhos foram provados em prova cega

Primeiro os brancos por ordem de saída:

Luz Pedro Abrunhosa/ Dirck Niepoort 2006 Br(Douro)- Embora o nariz não seja muito comunicativo, descobrem-se notas minerais agradáveis, abundante fruta citrina com predominância de limão, um fundo de alfazema, tudo imagens aromáticas que nos transmitem visões de amendoeiras em flor... numa paisagem alpina! Na boca é a maçã Granny Smith que comanda, muita maçã verde num vinho austero e seco no final, com um belo comprimento de boca. Uma junção curiosa entre potência, estrutura, secura e finura no mesmo copo. Média Final: 16,1. Custo: 20€


Dona Berta Rabigato Vinhas Velhas 2007 Br (Douro)- Nariz simples, algo neutro, de perfil vegetal. Leve fruta, muito leve. Na boca melhora consideravelmente. Entra amplo, com força e equilíbrio, espalhando aromas a fruta e vegetal. Termina moderado, fresco, suave . Uma prova de boca que merecia outra sorte na prova de nariz. Infelizmente, a tendência para a neutralidade aromática é um mal que atinge a grande maioria dos vinhos brancos portugueses. Foi uma surpresa para todos os participantes na prova, pois já tinha provado colheitas anteriores e tinha apreciado bastante este vinho. Média Final: 13. Custo: 14€

Lagar de Cervera Rias Baxas Albariño 2006 (Espanha) - Um Alvarinho do outro lado da fronteira, da denominação Rías Baixas. Mostra cor amarela palha clara, muito vivo e transparente. Exibe bolha de pequena dimensão, muito leve e discreta que se desvanece após alguns volteios do copo. Aromas vegetais com insinuações lácteas, ligeiro anizado. Não está muito colaborante no nariz, apresenta-se fechado, sem a característica frutada que é atributo desta casta transfronteiriça.
Acidez contida mas com forte componente citrina, está redondo na boca, sem qualquer tipo de agressividade. É um Albariño directo, sem subterfúgios ou rococós, simples mas honesto e agradável. Não vale a pena esperar ver estrelas a brilhar no céu, mas cumpre bem o seu papel
e pode ser um bom companheiro para o consumo diário. Média Final: 16 Custo: 9.9€

Depois os tintos por ordem de saída:

John Duvall Entity 2005 Barrosa Valley (Austrália)Mais uma incursão pela lista dos 100 melhores vinhos de 2007 para a Wine spectator, neste caso falamos do vigésimo quarto classificado. Este senhor foi durante 29 anos responsável pela produção da prestigiada marca australiana “Penfolds”. Saiu em 2003 para fazer um projecto seu, este vinho é a sua segunda colheita.
Quanto ao vinho, apresenta-se com aroma frutado, muito frutado mesmo, mas com fruta de bom recorte, fruta elegante, "nham nham", apetecível, sexy, tentadora, uma tentação quase irresistível que prima pela elegância. Leves notas de barrica, a fruta percorre a ameixa e a cereja, e termina com um pouco de canela e cravinho, sempre elegante, sempre sedutor.
Boca possante, intensa, frutada, muito elegante ,potente e arrebatador, mas simultaneamente austero e delicado. Entra fino e sóbrio, quase feminino, para logo crescer em leque e terminar num eterno crescendo que se r
ecusa a parar. Acidez bem acasalada, excelente espinha dorsal, consegue aliar potência e elegância com rara felicidade. Um grande vinho... que ainda é um jovem! Média Final:17,6. Custo: 36€

Quinta da Gaivosa 1999 (Douro) – Penso que este vinho ficou prejudicado pela ordenação em veio para a mesa, pois é um vinho já com uma certa idade, e como todos sabemos, em prova cega estes vinhos são geralmente penalizados.
Aromaticamente estamos perante um vinho difícil de avaliar e catalogar. Se por um lado mostra uma componente aromática muito fresca, a hesitar entre a menta e a hortelã, por outro lado revela uma personalidade animal, com fortes insinuações de couro. Depois a madeira não está discreta e assume um protagonismo inesperado, que aliado às fortes notas de lagar dá muito que fazer ao provador. É um vinho desconcertante, um vinho algo misterioso, intrigante, mas que acaba por deixar uma ideia bastante positiva nas narinas.
Surpresa das surpresas, a boca pouco tem a ver com o nariz. Emerge um vinho de acidez bastante vincada, assertiva, com um esqueleto de fundações bem sólidas. Os taninos são elegantes, o fim de boca prolongado e sem anúncio prévio brota a fruta vermelha, muita fruta de constituição elegante e harmoniosa. Estranhamente, na boca a madeira não mostra
exageros, está bem integrada e não prejudica de forma alguma a prova. Média Final:14,8 Custo: 10€

Roma Pereira 2005 (Alentejo) - A pureza e sensualidade da fruta alentejana estão dentro do copo, vincadas pela personalidade da ameixa. As especiarias surgem por detrás deixando rasto a baunilha e noz moscada, de agradável perfil, tudo avivado por uma frescura notável, equilibrada. Na boca mostra raça, estrutura, equilíbrio respeitável para quem tem 12,5º de corpo. Termina longo, fresco, vivo, com persistência de sabores a madeira, fruta e especiarias. Os taninos polidos, domesticados, cooperam com a acidez dando profundidade ao corpo no final de boca. Um conjunto imediato, apetecível, muito alentejano nos sabores. Média Final:17,2. Custo23€

Casaleiro Syrah Reserva 2006 (Ribatejo) - Como não podia deixar de ser, mostra-se impressionante de cor, um "monstro" preto, impenetrável, um breu total onde não entra um raio de luz.
Se a cor é impressionante, o aroma não o é menos! Aroma doce, é uma bomba frutada, um bombom, uma guloseima de inegável apelo sensual. Aroma carnal, pecaminoso, quase indecente na sua imensa luxúria lasciva. Não sei se ao esmagar uvas sai isto, mas há que reconhecer que o aroma é atractivo. Claro que é unidimensional, claro que é um vinho simples e directo, mas é sem dúvida bastante apelativo.
Boca cheia, densa, sem qualquer tipo de rugosidade, muito redonda e macia, mantém a sedução, embora aqui penalizado pelo álcool que desponta na fase final. É um vinho compotado, espampanante, doce, que deverá agradar a muitos.
Apesar de objectivamente ser um vinho simples, tem tudo para agradar a uma grande faixa de consumidores. Média Final:15,7 Custo:4,5€

Casa de Santa Vitória 2005 Reserva (Alentejo) - Nariz complexo, original, distinto, misturando amora e mirtilo com um toque balsâmico, a feno e a caruma de pinheiro. Na boca transparece atributos de peso como elegância, finesse e subtileza. Apresenta-se redondo, complexo na longa evolução, fresco. A estrutura não impressiona mas a qualidade dos sabores a fruta, especiarias e vegetal estimulam positivamente o sentido do paladar. Está pronto a saborear. Média final: 15,9 Custo: 13,5€



PS: devido a não ter levado máquina para a prova, foram retirados de alguns blogs amigos as fotos para esta crónica.
purosevinhos@gmail.com

25 Comments:

Blogger PAULO SOUSA said...

Grande vinho este Roma Pereira e só com 12,5º,Excelente aromáticamente,vou repetir

O John com mais corpo,mais poderoso,grande vinho mas qunto a mim vai melhorar bastante em garrafa.

O Casaleiro,foi curioso ouvir os comentários antes de se tirar a mascara...

O Gaivosa é o estilo de antigamente,parece que tem agora um novo perfil,não é um vinho para o meu gosto pessoal mas acho que tem muitos seguidores..

Excelente supresa o Albariño,doce e menos seco que o nossos?

Grande desilusão o Dona Berta,seria a garrafa?vou exprimentar só mais uma vez.

Casa de Santa Vitória,bom vinho redondo,bem feito

Gostei também do Abrunhosa,julgava que se tratava de mais uma jogada de Marketing,mas estava enganado.


Um abraço a todos e já agora era bom marcarmos uma data para o jantar...

10:47 da tarde  
Blogger Presidente said...

Proposta para o próximo jantar:

sábado dia 17/05/2008

vinhos:
Champagne:Ruinart Rose 32€/gar

Br-casa de santa victória reserva 2006 alentejo 11€/gar
ou
Vale D'Algares ribatejo 2006 Viognier 25€/gar

Tintos
Paulo laureano Alicante Bouchet 2005 32€/gar

L'Ecole No.41 Seven Hills Vineyard
Estate Syrah 2003 USA 46,41€/gar
ou
Turley 'Dusi' Zinfandel 2005 USA50€/gar

Quinta do couquinho Reserva 2006 Douro 25€/gar

Quinta de Roriz Vintage 2003 50€

Esta escolha aponta para 350€ o total de dos vinhos.
A dividir por 17 é igual a 20,5€ por confrade.

Espero feed back

11:41 da manhã  
Blogger Presidente said...

Já me esquecia o confrade Mario João irá levar a magnum de pequeno João, logo pode-se tirar uma garrafa de tinto.

Vou pedir a ementa ao Hotel para este dia, se houver alguma coisa em contrário depois troca-se

um abraço

12:30 da tarde  
Anonymous António Amaro said...

Bom dia confrades

Grande prova a da última quinta-feira. Com a minha habitual sorte safei-me deles por casualidade. Obrigado pela dica ao amigo João Valada.
Para a próxima prova vou preparado com outras armas.

Roma Pereira, um vinho a experimentar obrigatoriamente...

Dona Berta, esperemos que seja mesma da garrafa, caso contrário...

Gaivosa, um vinho elegante acompanha certamente bem alguns pratos.

O John, vinho poderoso, deve estar melhor daqui a 3 4 anos em garrafa.

O casaleiro, excelente relação qualidade preço. Mas Paulo não concordo que seja um vinhão, falta-lhe têmpera e densidade e algum carisma... e olha que eu não leio muitas revistas.

Nos restantes vinhos nada de especial a assinalar.

Abraços

2:02 da tarde  
Anonymous António Amaro said...

Agora já é boa tarde

Sobre o jantar

Dia 17-05-2008, não, não, não. Ou no sábado anterior ou no posterior. Desta vez já mereço, já que as ultimas alterações da datas me têm quase sempre penalizado.

Sobre os vinhos.
Na escolha dos brancos gostava de provar o casa Santa Victória.
Nos tintos não tenho preferência em relação às hipoteses apresentadas.
Sugestões para futuros jantares:
Brancos, Gouvyas 2005 e Montes Alpha Chardonay 2005.
Tintos, Gouvyas Vinhas velhas 2005, Vinha Paz Reserva 2005.

Abraços

2:17 da tarde  
Blogger Presidente said...

No sábado anterior é muito em cima no seguinte existe uma ponte, mas se todos estiverem de acordo pode ser feito.
Só sobra o dia 31 /05/2008
Eu gostava que estivessem presentes todos os confrades, por isso decidam SFF.

4:17 da tarde  
Blogger Presidente said...

Este comentário foi removido pelo autor.

4:21 da tarde  
Blogger Presidente said...

Este comentário foi removido pelo autor.

4:24 da tarde  
Blogger Pingus Vinicus said...

Paulo, de facto o Roma Pereira é uma excelente surpresa. A primeira vez que o provei foi nas CAV e gostei tanto que trouxe para casa o resto.

Abraços

5:54 da tarde  
Blogger Mario Joao said...

Olá a todos !
Lamentavelmente não pude estar presente e faltei a esta prova à quinta. Mas tinha que me levantar ás 5 da manhã , para 26 hrs seguidas de mar a caminho do Algarve, num veleiro. Experiência fantástica mas pena tão pouca vela e tanto motor.
Uma vez mais não se identifica os confrades que levaram que vinhos, embora quase que aposto que o Casaleiro foi levado pelo Sousa.
Em relação ao jantar definam então a data certa para não haver um marca/desmarca. Quanto a um vinho tinto do Paulo Laureano para o jantar, só se for o MENIR !!!!!
E descansem os mais inquietos : Sim ainda tenho e vou levar para o jantar a magnum PEQUENO JOÃO! Sempre com independência...
E a propósito o António Amaro é o Chaparro ????

9:16 da tarde  
Blogger PAULO SOUSA said...

Não é o Malé,Mário...E não o Casaleiro não foi levado pelo Sousa.
Acho que o dia 31 é o ideal.
Já agora que é o Feed Back,enólogo?

10:15 da tarde  
Anonymous António Amaro said...

Bom dia,

O dia 31-05-2008, para mim também está perfeito.
Agradeço a vossa consideração ao meu pedido.

Abraço

9:42 da manhã  
Blogger Presidente said...

a mania do dr. Paulo Sousa de fazer reparos ao que escrevo ou piadolas que ninguém entende aqui fica a tradução.
Feed Back - Espero resposta
se quiser uma tradução á letra: ser realimentado.

Os vinhos foram trazidos pelos seguintes confrades:
Bernardo: Luz; gaivosa
Sousa: Dona Berta; Roma Pereira
Chalana: Lagar de Cervera; Casaleiro
Luis : John Duvall
Malé: Casa de santa Victória

Roma Pereira grande vinho com uma estrutura que não revela ter somente 12,5º, parece ter mais.

10:25 da manhã  
Blogger Mario Joao said...

Reparo que o lema das provas ás Quintas " vem e traz uma botella ..." está a ficar desvirtuado !!! Ou seja alguns confrades já levam duas botellas, jogando à defesa, tipo CATENACCIO ITALIANO : não ganho com uma , ganho com outra ! :-))
Por mim o jantar pode ser dia 31, se isso garante a presença do nosso confrade Malé ( seja bem aparecido Sr. António Amaro ).
Sousa : não levaste o Casaleiro pá ? Perdi a aposta ;-)
Deêm-me um "fio de retorno" acerca da data do jantar... ehehehe

10:38 da manhã  
Blogger Presidente said...

Fica então para o dia 31 de Maio.
quanto á escolha dos vinhos fico á espera das vossas opiniões.

Penso que não vale a pena levar uma garrafa de Porto para o final do jantar visto que não se pode fumar o Puro.
Assim trocaríamos por um vinho licoroso para a sobremesa, deixo desde já aqui a minha escolha para este vinho:
campbels Muscat rutherglen (Australia) 23€/garr 375ml (95Pt RP)

10:47 da manhã  
Blogger PAULO SOUSA said...

Sr Presidente parece-me que desta vez percebeu a piadola...
Quanto ao fio de back dos vinhos:

Concordo com o Paulo Laureano e com o Champagne,acho que nos brancos poderiamos ir até aos Montes Alfa,podemos perfeitamente exprimentar os outros dois brancos numa outra prova á quinta.Em relação a outros tintos vou fazer a minha pesquisa e darei a reposta oportunamente(fio de back).


Um abraço

11:06 da tarde  
Blogger PAULO SOUSA said...

Um S de Soberanas,sei lá...

11:10 da tarde  
Blogger Chalana said...

Boas,

Boa prova esta Quinta à Quinta....

LUZ - Gostei muito do vinho, é o meu genero de branco, melado e encorpado apenas acho q falta um equilibrio com frescura e acidez para ser um vinhao.

DONA BERTA - No comments :) Penso q o vinho esta mal fabricado

CERVERA - N sou fan de alvarinhos, mas gostei pela frescura/doçura

DUVALL - O "vencedor" da noite, belo nariz com chocolate forte no inicio passando depois por baunilha e fumo. Excelente final mas com mais garrafa vai ser um TOP

GAIVOSA - Tb n é o meu ADN de vinho, mas simpatico.

ROMA PEREIRA - Belo "exemplar", aromas muito fortes e uma surpresa o teor alcoolico, um vinho bem elaborado e que supreende pela elegancia.

CASALEIRO - O vinho e o marketing, ai está um belo vinho q noutras mãos teria certamente outra projecção. Ganhava a região e ganhavam os consumidores. Nós vamos aproveitando o preço.

SANTA VITORIA - Ao estilo alentejano, apenas achei com pouca estrutura para o teor alcoolico.

Vamos lá para o nosso próximo jantar. DIA 31 !!!! ESTA CONFIRMADISSIMO, n posso faltar a mais um evento.

Sugetões:

Terrenus - Reserva 2004
Vinha Paz - Reserva 2005
Private Selection Br 2006

Um abraço a todos.

11:42 da manhã  
Anonymous Antonio Amaro said...

Boas tardes

Mais uma sugestão de branco para o próximo jantar. Um branco do Priorado...

Mas Perinet Clos Maria 2006.
http://www.masperinet.com/
88 ptos guia vinhos Espanha 2008.
Possui recomendação de guarda por mais 5 anos.
Preço wine'Oclock, 20euro

Abraços

5:30 da tarde  
Anonymous Filipe Leite said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

1:16 da manhã  
Blogger Presidente said...

A mensagem anterior foi removida por ter sido ostensiva no final.

O Sr. Filipe não deve acompanhar o blog desde o seu inicio, porque ssenão teria percebido que este blog é de um grupo de amigos que gosta de fazer provas de vinhos e degustar charutos.

Todas as notas publicadas são feitas pelas médias dos confrades participantes na mesma, quanto aos comentários dos vinhos propriamente dita, é verdade que eu escolho algumas passagens de livros, sites, blogs sobre vários vinhos, e aplico conforme na minha opinião fica enquadrado.
Porque eu não tenho tempo para elaborar um texto completamente novo para cada prova.

Nós não ganhamos dinheiro nenhum com este blog, gastamos é rioos de dinheiro para adquirir vinhos e acessórios para as nossas provas de vinho. Nada é nos oferecido.

mas tem bom remédio se não gosta da maneira como estão expostos os diversos comentários ou notas, só tem de o fazer no devido post, de uma forma correcta que eu ou outro membro lhe responde de seguida no referido post.

até porque neste blog estão links de outros blogs de vinhos que eu considero serem de referência, e que o Sr. pode visitar.

3:00 da tarde  
Blogger PAULO SOUSA said...

Fica desde já o feito o convite ao sr Leite,para comparecer na nossa próxima prova de vinhos,onde ficaria desde já incumbido de elaborar a reportagem da prova.
Seria digamos assim a nossa secretária,mas um pouco mais educada...

Paulo Sousa

3:29 da tarde  
Blogger Mario Joao said...

Não estive presente nesta prova, conforme é descrito em cima mas não posso deixar de escrever acerca dos comentários deixados neste nosso blog pelo Sr. Filipe Leite que parece ter um problema pessoal com o nosso presidente e que demonstra um total desconhecimento daquilo que é o Puros & Vinhos.
Que é tão somente um grupo de amigos, amadores, que à custa do seu próprio dinheiro provam vinhos de todas as origens e sem estarem dependentes de nenhum articulista nem de nenhum produtor.
Não temos nenhum Rui nem nenhum Falcão ( temos várias Águias e alguns, poucos, Leões, não sei se serve o seu propósito ??? ) mas existimos há já 5 anos e com muitas crónicas e comentários publicados neste blog que se quer livre e independente! Tão livre e tão independente que até invejosos malcriados podem deixar alarvidades. Po essa mesma razão digo :Mal feito, Presidente ter apagado o comentário em questão. Ficaria toda a gente que nos consulta, os chamados "incautos"(!) a ver e a perceber o que a dor de cotovelo pode fazer...
Porque se este "boteco" ainda continua aberto é pela amizade que une os elementos do Puros & Vinhos e pelo gosto da partilha de opiniões acerca de diversos tipos de vinhos e de charutos, não pelas crónicas que aqui se colocam ! As pontuações são dadas no dia da prova, é retirada a melhor e a pior pontuação e feita a média das restantes!São quase todas as notas de prova uma treta pegada ? É a sua opinião mas deve ter tido muito que ler pois existimos desde 2003 e só refere uma prova de Abril de 2008! Ou então muito pouco que fazer para destilar tanto "veneno". Pode sempre optar por não ser "incauto" e não nos ler!!!! É livre de não nos ligar nenhuma!Pode sempre ter artigos e livros de Rui Falcão à mesa de cabeceira...Na nossa página referimos 7 outros blogs acerca de vinhos que consideramos importantes! Importantes e que conhecemos! E que não consideramos rivais, repare bem !!! Não estão todos, claro. Também não seria possivel.. Pertence a algum blog que não mencionemos na nossa página inicial e sente-se triste? Acha que a sociedade não reconhece o seu valioso contributo ao mundo do vinho? Diga-nos qual é e talvez o coloquemos... ! Ou será que no seu "boteco" só cabe mesmo o Senhor, de um ego tão inchado que revela ter ?????
Renovo o convite, que outros elementos do PUROS & VINHOS lhe fizeram para aparecer numa próxima prova ás 5ªs feiras e poder fazer a sua própria crónica, poder exercitar a sua verve mas de uma forma mais polida e mais educada .Para os nossos jantares já não o convido pois é uma coisa mais de amigos, sabe , de gente menos invejosa e com muito menos dor de cotovelo!
Até lá proponho , desde já, que no próximo jantar de Natal se guarde a rolha da Magnum do Ruinart Blanc des Blacs, para que o Sr. Filipe Leite a possa colocar num sitio que eu cá sei... Mas não sorria já de prazer pois é mesmo só a rolha ! Porque a garrafa , ess mesmo vazia, fica connosco!!!

1:47 da manhã  
Anonymous Filipe Leite said...

«Não estive presente nesta prova, conforme é descrito em cima mas não posso deixar de escrever acerca dos comentários deixados neste nosso blog pelo Sr. Filipe Leite que parece ter um problema pessoal com o nosso presidente e que demonstra um total desconhecimento daquilo que é o Puros & Vinhos.»

Olhe que não, olhe que não! O "Puros" é o poiso de uma cambada de burros ressabiados, cheios de carências.

Por isso é tão engraçado vir aqui fazer estas macacadas.

Mas, alto, embora na macacada, tudo o que disse é verdade.

Na verdade, M.J., não é só a um post que me refiro, o blog está cheio de elementos plagiados. Enxerguem-se.

Veneno? Rivais? Livros do Rui Falcão? Blog não mencionado? Ego inchado? Inveja? Serviço ao mundo do vinho? Eu? Oh meu Deus.

Já agora, para o efeito que sugeriu, Sr. M.J., escusam ficar só com a garrafa. Podem ficar também com a rolha. Olhando para as vossas fotos, é evidente que precisam mais dela que eu. Mas usem um plasticozito entre utilizações, hehe, ou daqui a dois anos vão estar todos mortos!

6:16 da tarde  
Blogger Mario Joao said...

Sr. F.L, tenha um excelente Natal e um óptimo 2009 cheio de bons vinhos e o que mais lhe aprouver e aonde lhe aprouver. Pode começar, sempre, por não ser um dos incautos, infamemente enganados ao consultar o nosso blog! Analisou as nossas fotos e tudo ? Uau...
Ficámos todos inchados, aqui no Puros & Vinhos com tanta dedicação e tanto interesse aceca de nós !Não sei mas FREUD explica esse tipo de coisas....
Mortos, nós ? Claro que sim , um dia chegará a nossa hora, tal como chegará a sua ! Mas será quando Deus quiser e não só porque , V.Exa Sr. F.L. o deseja ! Mas tenha cuidado não se morda a si mesmo ,porque pode morrer mais cedo! Quanto à garrafa Magnum de Ruinart Blanc des Blancs ( creio que é um champanhe... ) foi fora mas vazia... Mais um excelente jantar de Natal organizado pelo Puros & Vinhos, entre amigos e bons vinhos
Quanto ás macadadas, acho que ainda não se apercebeu, mas quem as faz é você mesmo, Sr. F.L. ... E que grandes são...
Mais uma vez " a cambada de burros ressabiados" deseja-lhe, a si Sr. F.L. e a todos os seus um Feliz e Santo Natal.

11:11 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

<