Puros & Vinhos

sexta-feira, Novembro 19, 2010

7º ANIVERSÁRIO DOS PUROS



7 é o símbolo gráfico sagrado e perfeito (segundo Pitágoras) de qualquer manifestação do Divino na Terra como no Cosmos. Temos: os 7 dias da Criação do Mundo, os 7 Raios da Luz Sem Fim, o “7º Céu”, os 7 Arcanjos do Trono de Deus, os 7 degraus da Escada de Jacob referidos na Bíblia que representam os 7 Planetas Sagrados com Aura astro-etérea de ascenção astrológica por onde temos de passar até chegar á Perfeição… Na Terra temos: as 7 cores do Arco-Iris, os 7 dias da semana, as 7 notas musicais, as 7 artes, os 7 ‘chakras’ do corpo humano, os setes grupos de vértebras, os 7 orifícios no crânio, as 7 virtudes humanas, os 7 pecados capitais, os 7 anos de idade para cada fase da mudança de personalidade, etc.. Se estiveres atento verás que…, tudo se processa no Universo dentro dum ritmo Septenário, isto serve como introdução ao que se passou no 7º aniversário dos Puros & Vinhos.

Para que tudo o que foi dito tivesse mais sentido, os 18 confrades dos Puros teriam de estar presentes no jantar, o que mais uma vez não foi possível. O jantar do dia 7 de Novembro teve a participação dos seguintes 11 confrades: Luis Diniz; Paulo Sousa; António Chaparro, Nuno Anjos; Bernardo Malhador; Rogério Garcia; Mário João; António Amaro, Nuno Cardoso, Rui Pita e Pedro Lilaia.

Para acompanhar o Amouse – Bouche do Chef foi servido a DONA RAQUEL TRAJADURA 2009 oferecido pelo confrade Mário João. Apresentou-se com uma cor amarelo citrino com sugestões esverdeadas, aspecto cintilante, com presença de bolha muito fina, consequência provável da sua extrema juventude. A primeira sensação a atingir o olfacto é a extraordinária fragrância a jasmim que se liberta deste sensual Trajadura, um regalo para o olfacto. Logo de seguida o vinho fecha subitamente, revelando notas interessantes de casca de pêssego, virando decididamente para uma forte componente vegetal, nomeadamente relva acabada de cortar. É neste momento que se acentua o carácter mineral que o acompanhava desde início, dando origem a um vinho de forte personalidade. Após prolongado arejamento, a componente tropical sai reforçada, com a presença objectiva do maracujá, abacaxi e lichias que por vezes sugerem alguma doçura de aroma. Média Final: 15,28

De seguida foi-nos servido a entrada, um Ceviche de Vieiras e bacalhau que estava divinal tanto de aroma como de sabor. Foi acompanhado pelo GURU 2009 que apresenta-se de cor amarelo ouro brilhante, um tom denso, cerrado e melancólico. Nariz austero, sério, percebem-se de imediato as notas de pêssego e maçã. Madeira de boa qualidade, ligeiro toque fumado, boa capa mineral, respira seriedade por todos os poros e não esconde as suas ambições.
Excelente entrada, volumoso, gordo, amparado por uma belíssima acidez, apresenta-se sempre em crescendo no palato. Termina vigoroso e energético. E tem um final longo, penso que estamos perante um vinho com muitas virtudes. Média Final: 16,94

Passando aos dois pratos principais, o Lombo de Salmonete sobre Spaguetti Nero e molho Madras Chutney de manga (Peixe) e Filete de Cordeiro de leite no Forno e cebolinhas em Balsâmico, alecrim e tomate provençal (carne). Ambos mostraram-se ao nível dos vinhos que os acompanhou em prova cega, ou seja AO MAIS ALTO NÍVEL.

Saíram na seguinte ordem:

MOUCHÃO TONEL 3-4 2005, cor preta, retinta, quase opaca. Aroma impressionante, austero, mas poderoso e profundamente intenso. Intimida qualquer um na primeira aproximação olfactiva! É um monólito que impõe respeito e disciplina, criando enormes expectativas.
Com algum areja
mento a fruta ataca em força e sem contemplações, uma autêntica torrente de lava, perdão, de fruta preta avassaladora que quase esmaga a sensibilidade nasal. Ele são mirtilos, ameixas, amoras, cassis, acolitados por figos. Estamos na presença de um daqueles vinhos arrasadores...
Denso, muito denso, na boca demonstra ser um mon
stro de veludo e de volúpia. É sensual, doce, quase pecaminoso e decadente. Mas infelizmente exagera na componente perversa e adocicada, o que acaba por lhe retirar algum do prazer proporcionado. Média Final: 17,5

BATUTA 2007 apresenta um nariz intenso, denso, onde as sensações a compota de ameixa misturam-se com a fortaleza de uma madeira estruturante e complexa, que lhe confere componentes a café, chocolate, baunilha, fumo e tabaco. Apesar de presente, a madeira integra-se no conjunto de forma exemplar. A envolvência vegetal lembra eucalipto.
Na boca é suave, espesso nos sabores a fruta que marcam a evolução no
palato. A acidez equilibra a progressão, revelando uns taninos estruturados, sedosos, mas ainda com leve marca da madeira de estágio. O final é longo, saboroso, elegante e apetecível. Média Final:17,83

VALE MEÃO 2007 este vinho ainda fechado, é já um compêndio de aromas: notas minerais e terrosas dão o mote para um conjunto onde se misturam o fruto preto e as notas silvestres. Cola-se literalmente às paredes do copo e insinua-se com rara frescura, com a madeira e o poder alcoólico perfeitamente integrados. Demolidor na estrutura, imenso no extracto, grosso, com taninos suculentos, a pedir que o mastiguem e, ainda assim, refinado. Evolução em crescendo com um final inesquecível. Arrasador no estilo, excessivo na originalidade, é a expressão perfeita do seu terroir. Não será fácil escolher o casamento gastronómico ideal mas, em boa verdade, ninguém se quer divorciar dum vinho desta envergadura. Estamos perante um vinho de culto. Média Final: 17,80

Para a sobremesa chega-nos um divinal Abacaxi caramelizado com pimenta verde e Gelado de frutos silvestres que foi acompanhado pelo FONSECAS VINTAGE 2007 e descrever a cor deste vinho é uma tarefa perfeitamente inócua: é tudo preto, à excepção dos tons violáceos do bordo. A aproximação ao nariz é pautada por uma enorme doçura de fruto, nada enjoativa, em harmonia perfeita com um cunho vegetal muito vincado donde, esporadicamente, se liberta uma fragrância floral de extrema sensualidade. De tudo isto emerge um conjunto cheio de força e vigor, impressionante na frescura, com o vinho a suplicar que o mastiguem. Uma prova sempre em crescendo que culmina com aquela sensação de «tremor» nas gengivas... Indescritível. Média Final: 18

Deixo aqui um especial agradecimento ao Chef Jaime e a todos os colaboradores do Hotel lezíria Parque pelo excelente repasto proporcionado.

O tão esperado jantar de Natal dos Puros está marcado para sexta feira dia 10 de Dezembro, mas visto ter surgido alguns contratempos a alguns confrades, peço que todos aceitem a sexta feira dia 17/12. Obrigado.

Apesar deste Grupo viver em democracia, digo desde já que o Presidente (eu) decidiu comprar para o jantar de natal os seguintes vinhos: Equinócio 2009 (Branco); Pedro Perez Ladredo 2008 (Tinto) e Clonakilla Shiraz-Viognier 2008 (Tinto). Deixo a escolha do Tinto português e do Vintage para o todos os confrades escolherem.

purosevinhos@gmail.com

12 Comments:

Anonymous Bernardo said...

Em primeiro lugar obrigado a todos pelo excelente jantar e pelos vinhos de eleição! ...foi pena terem caído tão mal...!

Para o jantar de Natal já confirmei a minha presença para 17.

Quanto às propostas:
Redoma Reserva Branco
Pintas 2008
Doda 2008
Quinta do Mouro Rótulo Dourado 2006

Bem sei que depois pode ficar carote mas o que é que me dizem a um vinho de sobremesa tipo icewine, riesling doce ou colheita tardia e depois para o charuto o Porto?

Abraço a todos.

4:52 da tarde  
Blogger PAULO SOUSA said...

Boa noite,

Grande jantar, belos vinhos, só foi pena o ambiente...

Já tinha saudades da comida do chef Jaime.

10:30 da tarde  
Blogger Presidente said...

Olá olá
Quanto aos vinhos para o jantar de Natal, eu tenho a seguinte proposta:

Ruinart Blanc des blancs Magnum

Brancos
Equinócio 2009 Alentejo (já adquirido)
Four C Branco

Tintos
Ladredo 2008 Ribeira Sacra (já adquirido)
Clonakilla Shiraz-Viognier 2008 Camberra-Austrália (Já adquirido)
Pintas 2008 Douro

Vintage
Taylors 2007

Penso que seja uma boa selecção, estou aberto as vossas opiniões.

1:28 da tarde  
Blogger Presidente said...

Devido á indisponibilidade do Hotel em fazer o jantar dia 17/12, decidi voltar á anterior data e marcar para sexta dia 10/12. a partir de hoje enviem por sms ou postem no blog a vossa disponibilidade.

Um abraço
Luis Diniz

2:51 da tarde  
Anonymous Bernardo said...

Sr. Presidente,

Presença confirmada para dia 10, não marquem é para muito cedo (tenho a festa de Natal dos miúdos ao final da tarde).

Abraço

7:38 da tarde  
Blogger Mario Joao said...

Caros Confrades,

Foi mais uma excelente iniciativa e só foi pena não podermos estar todos presentes ( existiram outras coisas que também foi uma pena mas enfim... )! Ainda por cima porque se gastou dinheiro ( o Presidente ) em vinho que acabou por se não abrir...
Temos todos que ser mais assertivos e positivos nas respostas que damos : ou vamos ou não vamos ! Ou podemos ou não podemos !

O jantar foi óptimo e os vinhos saídos à praça estiveram todos muito bem !
A minha preferência foi para o Mouchão que me conquistou logo nos 1ºs aromas e a primeira impressão ( apesar de todas as evoluções, para melhor ou pior que estes nectares tem )conta sempre bastante. Mas foi por pequena margem, aliás como se prova na média das votações de todos os confrades presentes !
Confirmo o dia 10 como confirmava para dia 17 !!! Ora ia lá faltar a mais uma excelsa reunião ?
Marquem a hora , consoante a disponibilidade dos outros confrades mas faço, desde já e daqui, um apelo a todos para que se esforcem por aparecer pois, para além do vinho e da comida, o COMBÍBIO continua a pesar nestas reuniões !
Na escolha dos vinhos deixo-me nas mãos ( salvo seja... ) do nosso Presidente e desde já,a entrada (Ruinart) e saída ( Taylors ) prometem! Uma única sugestão ou mesmo pedido ! Não é possivel o hotel arranjar uma daquelas salas logo à entrada para que possamos degustar os puros com o Porto , sem ter que ser na rua conforme foi na última vez ??? O ambiente no final não era o melhor, e no dia seguinte era dia de trabalho, mas quase que fomos "postos" na rua!
Afinal o nosso nome é PUROS & VINHOS, ou não ???

Abraço a todos e fico ansioso por dia 10 de Dezembro de 2010... se possível com uma presença maçica de todos os confrades !

1:26 da tarde  
Blogger Chalana said...

Grande jantar e grandes vinhos, penso q tb "ganhamos" em regressar a uma casa q sempre nos recebeu bem.

P o jantar de Natal, iria sugerir o Two Hands Shiraz 2008 mas fica p uma prova à quinta.

Lá estarei.

Um abraço!!

12:12 da tarde  
Blogger Presidente said...

Confirmações:
Luis Diniz
Sousa
Mario João
Rogério
Malé
David
Chalana
Bernardo
Mané
Velho
Lilaia

ainda não confirmou nem declinou:
Toninho
Pita
Nuno
mezaros
Serra
Psi

Não pode estar presente
Chaparro

1:46 da tarde  
Anonymous Bernardo said...

Boas,

Estamos a pouco mais de uma semana do grande evento de Natal.

Já temos selecção final dos vinhos?

Sr. Presidente, será que nos consegue arranjar uma caixita (depende dos interessados) do premiado Two Hands Shiraz Barossa Valley Bella’s Garden 2008?

Abraço a todos.

BM

3:52 da tarde  
Blogger Mario Joao said...

Já só faltam 7 dias.....para o grandioso jantar de Natal do Puros & Vinhos... :-))

2:20 da manhã  
Anonymous Bernardo said...

A todos os membros do Clube os meus votos de Feliz Natal e um excelente 2011!

Obrigado por todos os momentos que tive oportunidade de disfrutar na vossa companhia.

BOAS FESTAS!

Abraço,

BM

4:23 da tarde  
Blogger Mario Joao said...

Para todos um FELIZ E ÓPTIMO NATAL ! E um Ano Novo cheio de sucessos pessoais e profissionais... e de bons vinhos, de boa comida, de bons puros e de boa amizade !

11:11 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

<