Puros & Vinhos

quarta-feira, janeiro 24, 2007

PROVAR O ESPORÃO EM PRIVADO COM AS RESERVAS


O Sr. António Chaparro (Zé do Esporão) resolveu por sua iniciativa organizar no Café Puro em Vila Franca de Xira, uma casa que sabe receber e está sempre disponível a ajudar na organização destes nossos eventos, uma prova de vinhos do Esporão (claro).
Os vinhos escolhidos foram o Herdade do Esporão Reserva Branco 2005; Herdade do Esporão Private Selection Branco 2005; Herdade do Esporão Reserva 2004 Tinto e o Herdade do Esporão Private Selection 2003 Tinto. Para esta degustação foram convidados o núcleo duro dos Puros & Vinhos, mas só puderam comparecer os seguintes elementos: António Chaparro; Paulo Sousa; Paulo Serra; Mané Cerejo; Luis Diniz e o Mário João.
Estavam assim reunidas as condições ideais para uma excelente prova de vinhos que se veio a verificar. Os vinhos foram servidos na seguinte ordem:

Herdade do Esporão Reserva Branco 2005 – Amarelo Palha, nariz forte, associando aromas a amêndoa bem entrosados com uma forte componente mineral. Com o tempo surgem as sensações vegetais complexas a chá. Por detrás surge ainda a leveza do aroma floral que equilibra um conjunto inicialmente marcado pelos aromas do estágio em madeira. Na boca é encorpado, amplo, terminando numa envolvência temporal longa com persistência de sabores minerais, levemente amendoados. A acidez viva, no limite da sua força, enquadra a estrutura de sabores de um vinho de características ricas e definidas, demonstrando complexidade e personalidade. Olhando para colheitas anteriores, esperaria um maior peso da madeira no aroma e sabores. Fiquei, por isso, positivamente surpreendido (a minha tolerância à madeira é baixa) porque considero que, nesta colheita de 2005, a madeira alcançou o equilíbrio desejado num branco. Nota:16,00 Val.

Herdade do Esporão Private Selection Branco 2005 - Este Private Selection do Esporão representa o topo de gama nos brancos do produtor. Para isso o produtor não se poupou a despesas e nota-se uma preocupação evidente tanto com a escolha da madeira como com a selecção de matéria prima. A escolha recaiu sobre as castas Semillion, Antão Vaz e Arinto com predominância para a primeira, sendo esta uma casta pouco plantada em Portugal, mas famosa em Bordéus. É um vinho intenso com os "tiques" da madeira bem presentes, tanto nas notas amanteigadas como nos tostados fortes. Mas também se distinguem notas de a pêssego, alperce e torrada.A prova de boca revela um vinho gordo, redondo, encorpado, um branco bastante diferente do padrão comum português. A madeira está presente, com uma excelente acidez dando uma maior vivacidade, não o tornando plano. Vê-se que é um vinho ambicioso e bem feito. Nota: 17, 00 Val.

Herdade do Esporão Reserva 2004 Tinto
- Cor verdadeiramente rubi de forte intensidade. Aroma declaradamente frutado, suave como a planície, recorda de imediato amora, morango e mesmo uma pincelada de framboesa. Levemente especiado, distinguem-se notas de noz moscada com facilidade. Boca igualmente frutada, boa acidez, frescura retemperadora, revela final médio/longo. Um vinho muito agradável . Nota: 16,50 Val.

Herdade do Esporão Private Selection 2003 Tinto - Nariz complexo, inicialmente quente nas sensações a baunilha e fruto vermelho maduro. O perfil revela então noções a muita especiaria. Mais tarde surge uma componente mineral e fumada envolvida em aromas balsâmicos. Na boca entra amplo, em força, nunca perdendo equilíbrio. Estende-se em aromas frescos, minerais, que terminam de forma longa/persistente, enquadrados por uma acidez elegante e definidora. Os taninos, possantes, integrados, sedosos, conferem profundidade aos sabores a baunilha, e mineral. É fresco, vivo, revelando mais um grande vinho Alentejano que perdeu o perfil da planície mas ganhou a complexidade e profundidade de um exemplar de Bordéus. Nota: 17,50 Val.

Para acompanhar esta prova foi servido um belíssimo queijo de Serpa muito curado e, um paio de Porco preto do Alegrete.
Alentejo no seu melhor

Obrigado ao Sr. António Chaparro (Zé do esporão) por esta magnífica prova por si organizada.

12 Comments:

Anonymous António Chaparro said...

Os amigos não tem que agradecer quando as coisas são organizadas com gosto....Viva o Alentejo e todos os seus produtos de qualidade,nomeadamente os da Herdade do Esporão....

1 Abraço

6:50 da tarde  
Blogger PAULO SOUSA said...

Um grande abraço a todos os que tiveram presentes.Viva o Zé do Esporão.E já agora viva também a Italia...Mais uma noite muito agradavél.

9:48 da tarde  
Blogger PAULO SOUSA said...

Excelente fotografia.

9:53 da tarde  
Blogger Luis Prata said...

Posso perguntar como se compara este Reserva tinto 2004 com o 2003?

1 Abraço,
Luis

12:02 da manhã  
Blogger Presidente said...

esta prova não teve como objectivo comparar O Reserva 2004 com o Private 2003, mas elas estão expressas na descrição dos vinhos.

Se está a a perguntar que diferenças existe entre o Reserva 2003 e o Reserva 2004, na minha modesta opinião prefiro o 2004, é um vinho elegante, afinadinho directo. Um vinho muito gastronómico, acompanha qualquer tipo de comida. Enquanto o 2003 é mais rustico não tão afinado com algumas arestas com predominãncia do alcool.

11:31 da manhã  
Blogger PAULO SOUSA said...

Neste caso também prefiro o 2004

10:29 da tarde  
Blogger PAULO SOUSA said...

Quando provei pela primeira vez o Private 2003/tinto,gostei muito dos seus aromas.Nesta segunda prova já o achei mais fechado(aromáticamente).No Sábado vou abrir outra garrafita para tirar a prova dos 9.

10:37 da tarde  
Blogger Mario Joao said...

Parabéns ao nosso presidente por mais esta crónica e concordo com o Paulo : bonita fotografia ! Um grande abraço ao nosso amigo italiano Marco que partilhou connosco a sua visão empresarial e de vida revelando-se uma óptima companhia. Quanto aos vinhos que o nosso amigo António Chaparro teve o bom gosto de oferecer só posso dizer que uma vez mais o Private Branco esteve à altura dos seus pergaminhos. Gostei muito do Private Tinto 2004 que creio ter saboreado pela primeira vez. Um abraço a todos e viva o Alentejo !

3:06 da manhã  
Blogger PAULO SOUSA said...

Private 2003 sr Mário João.

12:39 da tarde  
Blogger Antonio Chaparro said...

Para Quando uma 3ª no Café Puro ???
Aguardo respostas...!!!

1 abraço

3:21 da tarde  
Blogger Miguel said...

Antes de mais, um brinde aos apreciadores do néctar dos deuses. Concordo em absoluto com os Alentejos, mas tenho pena que os Palmelas e Sados não tenhão sido referenciados. ( pra já)... Parabens pelo Blog. Miguel Teixeira

9:43 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

nnnnnn

12:42 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

<